Após anos de estudo cientistas cubanos descobriram que feminismo é falta de rola

Foi divulgado recentemente o resultado de uma pesquisa feita por cientistas da UniHava(Universidade Federal de Havana).

A pesquisa consistiu basicamente em análises laboratoriais e cromossômicas do DNA de mulheres das mais variadas idades e etnias.

PABLO VITTAR NUA NA PLAYBOY – VEJA AS FOTOS

Os resultados foram surpreendentes. Nunca antes na história da medicina e da bioquímica um resultado tão notório foi encontrado.

Foram 15 anos de estudos, exames, pesquisas, cálculos e correções. 87.345 mulheres examinadas, entrevistas e estudadas em vários aspectos, desde o DNA até o comportamento apresentado no dia a dia.

PESQUISA REVELA QUE 98% DOS HOMENS ESQUERDISTAS SOFREM COM IMPOTÊNCIA SEXUAL

O coordenador da pesquisa, o Doutor Thomas Debruce Chukrutys Flouzen Flauzen Hausen Flauzan Suzan Hauzan Bauzan revelou que mulheres que não são cortejadas por homens e que por isso não passam por experiências sexuais com pessoas do sexo oposto tem grandes chances de se tornarem feministas.
Os resultados são claros. A falta de carinho, afeto e também a falta de sexo com homens pode levar qualquer mulher a se tornar feminista.

Uma das mulheres que se voluntarou para ser cobaia desse estudo, e que pediu para não ter a identidade revelada fez um desabafo para a nossa repórter que cobria esta pesquisa. Segundo revelou esta mulher, ela era feminista radical. Fazia protestos mostrando os seios, fazia cagaços em locais públicos, inclusive já defecou na fotografia de um famoso deputado federal de direita que pretende se candidatar à presidência. Esta mulher confessou que deixou de ser feminista quando encontrou um homem que teve coragem de lhe meter a ro… perdão, que dizer, quando encontrou um homem que manteve relações sexuais com ela.

No momento nós estamos aguardando uma cópia do relatório final da pesquisa que nos será enviada pelo reitor da Unihava para divulgação aqui no site.

Anúncios